"SANTA"

Fascinação, o que é fascinação? Algo que me causa arrepio na pele por este teu jeito de menina num corpo de mulher, que me enche de desejos. Não sei direito, mas, to achando que isso é a raiz de um amor.

MENDINGA

MENDINGA

Bem a historia que eu irei contar, ocorreu a mais ou menos um ano.

Eu trabalhava na Zona Sul do Rio de janeiro, mas morava no subúrbio, por isso eu tinha que acordar muito cedo e saía de casa bem antes do sol nascer.

Foi em um desses dias que aconteceu um fato que eu jamais irei esquecer. Bem eu era um jovem muito tímido, tinha 19 anos e Nunca tinha transado antes, e essa secura já estava me torturando, eu vivia me masturbando, via vários filmes pornô, mas nunca tinha trepado antes, ficava imaginando varias loucuras. Mas não tinha ninguém para transar comigo, então comprei uma caixa de camisinha e resolvi vou procurar uma prostituta, mas não tive coragem de procurar eu era muito tímido, tinha medo que alguém me reconhecesse, em tão voltei para casa revoltado, e passei a noite acordado imaginando como seria bom comer uma bucetinha.
       Então na manha seguinte eu saí mais cedo, pois não tinha conseguido dormi direito, então quando eu me encaminhava para o ponto de ônibus, encontrei uma mendiga toda nua, completamente pelada, era meio maluca falava sozinho e ela veio andando em minha direção, ela era morena já meio velha, tinha uns 45 anos, mas tinha os peitos enormes porem meio caídos e um bundão, que nossa eu fiquei de pau duro logo, então ela falou:
       – Moço, me da um dinheiro!
       Aí eu fiquei morto de vergonha, mas ao olhar para os lados eu percebi que não havia ninguém na rua, já que eu morava longe do ponto, e no caminho até lá passava por algumas fabricas abandonadas e oficinas. Foi ai que me bateu a loucura, e então disse a ela:
       – Eu posso de dar quanto você quer? Ela disse:
       – Cinco reais! Então eu falei:
       – E posso te dar 30 se você fizer tudo o que eu mandar. Ela então arregalou os olhos e seduzida pelo dinheiro disse:
       – Faço tudo! Então e eu não perdi tempo. Sabia que uma das fabricas estava abandonada e aberta. Então eu disse:
       -Vamos ali atrás. E então ela foi quando cheguei lá lembrei da camisinha e abaixei as calças e coloquei ela ficou olhando seria para minha cara e para o meu pau duro com a camisinha e então eu disse:
       -Chupa como você tivesse chupando uma garrafa de cachaça. Ela exitou um pouco, mas quando eu mostrei as notas de 10, ela se ajoelhou e caiu de boca, começou a chupa chupava com tanta força que eu tive medo que rasgasse a camisinha, e de repente o tesão tomou conta de mim e eu comecei a fuder na boca dela eu comecei a meter cna boca dela como se fosse uma buceta e então eu gozei, foi uma sensação maravilhosa, e então ela perguntou:
       -E meu dinheiro. Então eu falei para ela esperar um pouco eu já tava porto para dar o dinheiro para ela quando eu pensei: quando eu terei outra oportunidade como essa. E então eu disse a ela:
       -Você falou que faria tudo o que eu quisesse, ela respondeu que sim, então eu disse: – quero mais!
       Ela olhou para mim e eu disse:
       – Encosta na parede! Ela encostou então comecei a passar a mão no peitão dela, a apalpar, a levanta já que os peitos dela eram meio caídos e a passar a mão no biquinho do peito dela, então eu disse:
      – Abre as pernas, ela abriu bastante então eu troquei de camisinha bem rapidamente e meti de uma só vez ela deu meio que um pulo se contraiu toda e começou a me olha com o olhão arregalado e eu comecei meter e aquele olhar ia aumentando o meu tesão e fui metendo cada vez mais rápido ai eu percebi que ela estava totalmente submissa a mim então eu aproveitei comecei a morder o peito dela ela só gemia (eu sei que foi loucura a final ela tava na rua, mas depois eu fui ao medico pedir exames), e mesmo no vai e vem consegui pegar uma camisinha na carteira coloquei no indicador e no polegar, então eu deitei no peito dela (ela estava com um cheiro de cachaça e suor) e peguei o dedo e comecei a enfiar no cú dela ela gemia cada vez mais, eu fechei os olhos e meti o mais rápido que pude então gozei. Gozei tanto que saiu pelas bordas da camisinha. E perguntei se ela fazia isso que a gente tinha feito. Ela respondeu que fazia a força dois caras que moravam com ela debaixo de uma ponte metia na frente e atrás e ainda trazia um garoto e enfiava o pau ate a garganta dela essa conversa me deu mais tesão eu falei vira a bunda para mim que você já vai receber seu dinheiro ela deu um sorrisinho e virou colocou a mão na parede e eu pedi que ela abrisse um pouco as pernas ela abriu e então eu vi aquele bundão virado para mim, como o sol tinha aparecido pude abrir bem a sua bunda e olhar bem de pertinho o cuzinho dela e ver a bucetinha dela quase sem nenhum cabelo, então coloquei outra camisinha e abri bem a bundinha dela coloquei a cabecinha na entra e depois enfiei tudo de uma vez ela deu um grito e eu comecei a meter cada vez mais forte bem rápido e quando percebi que já ia gozar percebi também que minha alegria estava acabando então conforme eu metia no seu cu enfiei a mão em sua buceta e comecei a deda ela depois enfiei minhas duas mãos comecei a puxá-la como se fosse rasgá-la ela começou a gemer muito forte e então eu gozei.

Minha não estava toda melada então eu peguei um papel na minha mochila e limpei ajeitei minhas roupas e dei os 30 reais para ela, então ela saiu, fiquei esperando um pouco, pois não queria que me vissem saindo dali muitos menos com ela, então fui para o trabalho chegando lá lavei logo minhas mãos e tive que explicar o meu atraso, falei que eu tinha saído atraso pego o ônibus cheio e ainda por cima, tinha escorregado na correria para chegar ao trabalho. Depois desse dia nunca mais vi esta maluca.

Que pena!

igorhunsaker