"SANTA"

Fascinação, o que é fascinação? Algo que me causa arrepio na pele por este teu jeito de menina num corpo de mulher, que me enche de desejos. Não sei direito, mas, to achando que isso é a raiz de um amor.

CLARO QUE ME LEMBRO DE VOCÊ MARCIA…

CLARO QUE ME LEMBRO DE VOCÊ MARCIA…

Lembra de mim???

Para mim você foi algo diferente, uma mistura de humor, sensibilidade, bom gosto e sensualidade transbordante.

No começo eu gostava de mandar algumas mensagens apenas, mas em poucos meses, eu já precisava de você. Viajei para Niterói naquele ano como é habitual nas férias da minha família e nos encontramos. Você trouxera uma garrafa de vinho tinto com dois copos.

Esperei nervosamente e houve uma batida na porta que alugáramos em Icaraí. Convidei-o para entrar e dei-lhe dois beijos. Quando cheguei mais perto sussurrei em seu ouvido – oi querido -, senti que você gostara daquilo. Esvaziamos a garrafa enquanto conversávamos. A atmosfera ficou mais descontraída e nossos rostos ficaram muito próximos. Em um instante toquei seu rosto, seu nariz, seus olhos com meus lábios. Você inclinou a cabeça para frente e eu mordisquei suas orelhas, descendo pela nuca, parando na cavidade de seus ombros. Você estava suspirando de um jeito que estava me deixando agoniada. Peguei sua cabeça com as mãos. Eu o beijei suavemente na boca e o beijo foi longo, molhado. Minhas mãos deslizaram por suas costas e sua camisa se abriu… Excitei-me completamente. Desci seu pescoço e comecei a lamber seu peito cabeludo em meio a suspiros… O calor inundou tudo quando você me encarou e empurro-me decididamente num sofá.

Olhando-o lascivamente permiti que tirasse minha tanga, abri as pernas. Você parecia estar hipnotizado. Seu pau explodiu sob as calças. – Tirou toda a roupa murmurando “que delícia ver você nua” -. Você curvou-se à minha frente na cama com as pernas peludas. Eu me movia com luxúria propositalmente provocadora, você parecia um sonho para mim. Com mãos insidiosas exibiu seu sexo duro abrindo lentamente a pele do prepúcio que cobria a glande rosada num erotismo sem precedentes para mim. Acariciei com minha língua cada centímetro de seu pênis. Primeiro passei minha língua sobre sua glande inchada de tesão, fiquei um tempo molhando-a, saboreando-a. Então lentamente desci até seus testículos e você gritou.

Olhei em seus olhos enquanto com minhas pernas em seus ombros me comia a bunda e a buceta vendo-o transido de desejo. Era muito foda sentir a força da sua penetração e nossos fluidos se misturando naquele barulho ritmado do sexo impetuoso. Alcançamos juntos um êxtase arrebatador. Aos poucos recuperamos o fôlego… Você sentado na minha frente, com as pernas abertas, coloco seu pau em meus lábios curvado sobre mim que permanecendo deitada. Comecei a chupá-lo para cima e para baixo enquanto você beijava-me do clitóris à vagina, seguidamente… gentilmente… Entre suspiros implorei:

– Foda-me! foda-me!

Não! ainda não! ainda não!

O sexo oral simultâneo nos deixava mais e mais excitados. e comecei a esfregar meu clitóris com os dedos enquanto você inseria seu pênis aos poucos.

-Você sente?

-Se você colocar tudo com força eu gozo, gemi.

Você meteu tudo de uma vez, uma, duas, conduzindo-me a um orgasmo soberbo que o molhou todo. Meu deus, minha excitação era tanta que eu não conseguia parar. Ahhgggggggg… – Coloque esse pau grande, me quebre, mete – ohhhhh num outro orgasmo. Um após outro foram repetidos, curtos, intensos, maravilhosos.

– Queria vê-lo gozando, ao mesmo tempo provar seu sêmen, sugá-lo todo para mim. Caramba como Você estava!

Tomei seu pênis e engoli inteiro, como mulher submissa à paixão, chupando com conhecimento de causa e nossos rostos expressavam luxúria real.

– Você me olhou com uma expressão que nunca vou esquecer e em poucos minutos gozou gemendo. O sêmen saiu do canto dos meus lábios, escorrendo pelos seios languidamente. Lentamente nos abraçamos, beijamo-nos, deitamo-nos lado a lado. Estávamos exaustos.

Aos poucos fomos recuperando o fôlego entrelaçados. Seu sorriso iluminou a sala e senti uma pontada no peito: teria que me despedir. Duas vidas diferentes, dois mundos diferentes e uma sensação de perda que você certamente já sentiu em algum momento. Poderia dar certa aquela relação iniciada na internet! Merda!
Passamos a noite inteira conversando, fizemos amor de novo, mas acima de tudo eu olhei para o seu rosto, aquele rosto me hipnotizou, o sorriso franco…

Você sabe do que estou falando?

igorhunsaker