"SANTA"

Fascinação, o que é fascinação? Algo que me causa arrepio na pele por este teu jeito de menina num corpo de mulher, que me enche de desejos. Não sei direito, mas, to achando que isso é a raiz de um amor.

CATHERINE…

CATHERINE…

Nas ultimas semanas, Catherine passou a me acompanhar mais, para termos um maior controle dos nossos custos.

Temos uma operação remota e pelo menos 3 vezes na semana, ficamos nessa operação. Os escritórios ficam em containers. Tenho uma pequena sala la e sempre que vamos, Catherine divide a mesa comigo. Certo dia estávamos trocando algumas mensagens sobre putaria e o clima começou a esquentar. Catherine disse que naquela sala, daria pra fazer loucuras! Rimos um pouco da loucura, mas aos poucos vimos que seria interessante. Me levantei e tranquei a porta. Sentei na minha cadeira e pedi para Catherine ficar em pé na minha frente. Comecei a acariciar seu corpo. Ela estava assustada, sem acreditar que estávamos fazendo isso ali naquele lugar. Enquanto estava acariciando seu corpo, bateram na porta. Falei que estava em reunião. Então, voltei a acariciar Catherine e comecei a abrir sua camisa e acariciar seus seios. Tirei sua camisa e ainda sentado e ela em pé, de frente pra mim, abri sua calça e tirei. Catherine estava com uma calcinha de renda vermelha, meio fio dental. Comecei a passar a língua na sua barriga, subindo até os seios. Virei ela de costas, dei uns tapinhas e umas mordidas no seu bumbum. Me levantei e comecei a esfregar meu pau na sua bunda. Encostei ela num armário de costas pra mim. Abri um pouco suas pernas, tirei meu pau e comecei a meter naquela bucetinha, que já estava derretendo de tão molhada. Virei ela de frente e sentei ela no armário, com as pernas bem abertas. Dei uma bela chupada na sua buceta e voltei a meter me pau nela. Catherine estava doida para gritar. Haviam muitas pessoas transitando do lado de fora. Isso aumentou ainda mais o tesão. Catherine então gozou bem gostoso, soltando um leve gemido. Sentei na minha cadeira e Catherine foi para debaixo da minha mesa. Ela pagou um boquete delicioso. Enfiava todo meu pau na boca. Aquele boquete estava maravilhoso. Me levantei e gozei na boquinha de Catherine. Que trepada gostosa! Nos ajeitamos, destranquei a porta e seguimos trabalhando, como se nada tivesse acontecido.

igorhunsaker