"SANTA"

Fascinação, o que é fascinação? Algo que me causa arrepio na pele por este teu jeito de menina num corpo de mulher, que me enche de desejos. Não sei direito, mas, to achando que isso é a raiz de um amor.

EVA

Eu e Eva fizemos amizade aqui no site.

Conversamos bastante e depois de muita putaria resolvemos nos encontrar e marcar algo fora, ela é viúva e mora com seus filhos que fodem ela todos os dias, uma relação bem liberal entre eles, estava difícil coincidir datas para esse encontro, até que nesse ultimo feriado ela comentou que seus filhos viajariam e ela ficaria sozinha em casa e estava a procura de um macho pra foder e fazer dela uma puta, então me fez o convite pra passar o feriado na casa dela, aceitei de imediato, mas ela foi bem clara comigo, (Leo, quero ser tratada como uma puta que sou), não poderia ser melhor e já estava de rola dura e louco pra meter sem dó na minha putona.

Na sexta feira a noite cheguei na casa dela, apertei a campainha e sai um mulherão para me receber, umas coxas e uma bunda enorme, uns peitos que me deu agua na boca, ela usava um vestido curto e bem decotado, que tesão de mulher, ela abriu o portão e entrei, já me deu um beijo na boca e entramos, estava sozinha, tinha aquela mulher pra abusar o feriado todo, como ela me pediu que a tratasse como uma puta eu já tomei a frente e falei pra ela, quero minha puta sem nenhuma roupa, vai, pode tirar toda roupa, ela sem questionar já tirou tudo, ficou nua, aquela bocetinha e aquele rabo me deixaram louco de tesão.

Ela pegou minha mochila e levou para o quarto pedindo pra eu acompanhar, quando entro no quarto vejo uma cama enorme, em cima de sua penteadeira tinha um monte de brinquedos que ela usava, desde vibrador, consolos, plugs e outros acessórios, Eva colocou minha mochila na cama e eu já fui pra cima dela, comecei a mamar aqueles peitos, chupar e sugar seus bicos, ela foi tirando minha roupa e ficou de joelhos na minha frente, abaixou minha calça e começou a mamar minha rola, punhetava e mamava sem parar, peguei Eva pelos cabelos e comecei a foder sua boca, socava toda minha rola deixando ela sem ar, minhas bolas batiam no seu queixo com as estocadas que eu dava, via minha rola passando na sua garganta, Eva murmurava com minha rola na boca, até que solto um jato forte de porra, vejo sua boca cheia e ela estava engolindo quando logo solto outros jatos seguidos, Eva engolia tudo, segurando minhas pernas e com minha rola toda na boca recebia as esporradas e bebia tudo, quando terminei ela começou a lamber deixando toda limpa como uma boa puta.

Depois ela se levantou e falou que preparou algo pra gente comer, ficamos os dois pelados, sem nenhuma roupa, quando chego na cozinha vejo a mesa preparada, Eva com aquele rabão sentou e me chamou pra sentar ao seu lado, ficamos conversando e se conhecendo um pouco melhor, ela uma mulher safada, uma puta por natureza, gosta de sexo e de porra, muita porra, falar com ela me deixava com mais tesão ainda, saber que ficaria o feriado todo fodendo ela, fazendo dela minha puta, isso me deixava louco de tesão, minha rola ficou dura durante nossa conversa e assim que terminamos de comer, já puxei ela pro quarto, queria foder ela, meter a rola na minha puta que estava a minha disposição o feriado todo, levei ela pro quarto e deixei de quatro na cama, seu rabo parece que dobrou de tamanho, que rabão gostoso, posicionei minha rola na boceta dela que já estava toda melada e meti a rola dentro, montei em cima dela e socava com toda força, Eva abaixou sua cabeça, ficando com seu rabo todo empinado, eu socava com força, dava estocadas fortes e logo Eva entra em um orgasmo forte, com um gemido alto ela goza como uma puta, ver aquela mulher de rabo pro alto e gemendo como uma puta me deixou mais excitado ainda.

Peguei minha rola e de uma só vez soquei dentro do seu rabo, entrou tudo de uma vez, Eva deu um forte gemido, ela não esperava que socaria de uma só vez no seu cuzinho, comecei a dar estocadas bem fortes, Eva falou gemendo (vai, mete, hummm…mete forte nessa puta, hummm…mete a sua rola na sua vagabunda, mete, mete tudo), escutando isso fiquei com mais tesão ainda, juntei seus cabelos, puxei pra trás e forcei minha rola no máximo dentro do seu rabo, empurrei tudo, seus joelhos levantaram da cama ficando suspensa e erguida pela minha rola, apenas com sua cabeça deitada na cama, Eva estava engatada com minha rola toda socada no seu rabo fazendo ela gemer sem parar, comecei então a socar minha rola, meter forte dentro dela, dava estocas sem parar, Eva ficou de quatro e vejo seus peitos balançando com as estocadas que estava levando na bunda, depois de um tempo ela começou a se abaixar até que ficou deitada de bruços, continuei a meter forte até que solto um forte jato de porra dentro do seu rabo, seguido de outros jatos seguidos, Eva sentindo minha rola pulsando e esporrando dentro dela, falou (isso, goza, enche o rabo dessa puta de porra, me enchi toda, eu quero, vai, esporra dentro da sua puta), deitei sobre ela e fiquei até dar minha ultima esporrada, ainda engatado no seu rabo fiquei um tempo deitado com minha rola pulsando dentro do seu cu.

Depois de um tempo, deitei do seu lado e vejo minha puta deitada de bruços, com aquele rabo pra cima, olhei para a penteadeira e vejo o plug, como sou bem safado peguei ele e fui atrás dela, Eva olhou e perguntou (o que meu macho vai fazer?), sem falar nada, coloquei o plug na entrada do seu rabo e coloquei no seu cuzinho, falei pra ela, minha puta vai ficar plugada e vai ficar com minha porra dentro de você a noite toda, vai ser meu depósito de porra, Eva deu um sorriso e falou, (se o meu macho mandou eu vou ficar), deitei do seu lado e ficamos juntos até dormir, ela ficou a noite toda com minha porra dentro do seu rabo, dormimos e quando acordei vejo minha puta dormindo de lado, com sua bunda virada pra mim, o plug estava lá, segurando todas as esporradas que soltei dentro dela, ficou a noite toda com minha porra no rabo como uma bela puta.

Fui em sua direção e dei um abraço por trás, Eva acordou e sorrindo abraçou meus braços segurando junto a ela, eu encoxando ela senti sua bunda se esfregando na minha rola, não teve jeito, fiquei de rola dura outra vez, virei ela, abri suas pernas e vejo sua boceta toda melada, coloquei minha rola e empurrei, foi entrando tudo, Eva estava com o plug no seu rabo e minha rola toda dentro da sua boceta, comecei a foder forte e dar várias estocadas, via seus peitos balançando com as estocadas que eu dava dentro dela, imaginar que eu estava socando a rola na sua boceta e seu rabo com um plug segurando todas as esporradas que dei dentro dela, isso me deixava com mais tesão ainda, Eva colocou as mãos ao lado da cabeça e aguentava firme as estocadas, comecei a mamar seu peitos, chupar bem forte seus bicos, sugava sem parar, ainda socando minha rola dentro dela levantei e olho pra ela, vejo sua cara de safada, toda satisfeita levando rola na boceta e com porra dentro do rabo, nessa hora segurei firme seus braços ao lado da sua cabeça e comecei acelerar as estocadas, Eva gemia muito e não demorou entrou em um orgasmo alucinante, acelerei ainda mais minhas estocadas até que começo a esporrar dentro dela, enchendo sua boceta de porra, estava soltando vários jatos e depositando dentro daquela boceta deliciosa.

Quando acabei de esporrar, deitei ao seu lado e ficamos por um tempo assim, até que ela se levantou e foi tomar uma ducha, olho e vejo ela andando e minha porra saindo da sua boceta e escorrendo pelas pernas, e o seu rabo com o plug segurando todas as esporradas que eu tinha depositado dentro dela, levantei e fui atrás tomar uma ducha junto com ela, no banheiro ela tirou o plug e saiu um jato forte de porra do seu rabo, tinha caprichado nas esporradas, enchi minha puta de porra, Eva virou meu depósito de porra, tomamos uma ducha juntos, com direito a mais apalpadas e mamadas nos seus peitões, uns tapas na sua bunda que deixaram bem vermelha e depois fomos tomar um café, sempre pelados, sem nenhuma roupa.

Durante o café, Eva falou que precisava fazer compras, então me prontifiquei a ir junto com ela, queria acompanhar minha puta, afinal foi ela quem pediu pra ser tratada como uma putona, então nada mais correto de fazer isso, ainda mais que eu estava adorando ter uma puta particular pra mim, então falei pra ela, eu escolho a roupa que minha puta vai sair, ela sorrindo concordou na hora, fomos pro quarto e comecei a ver a roupa que minha puta usaria, uma saia curta e sem sutiã usaria uma blusinha bem fina pra que todos vejam seus peitos balançando quando estiver andando e destacar seus bicos, Eva seria uma verdadeira puta na rua, antes de se trocar, ela se ajoelha na minha frente e começa a mamar minha rola, punhetava e mamava, não tem como não ficar de rola dura com uma mulher que mama uma rola daquele jeito, chupava a cabeça do meu pau e lambia enquanto punhetava, comecei a foder sua boca, segurando sua cabeça e metendo forte fazendo entrar até sua garganta, Eva puxava o ar e logo começava a mamar novamente.

Até que levantei ela, mandei ela segurar a penteadeira ficando quase de quatro e meti a rola no seu rabo, Eva deu um gemido e ficou aguentando as estocadas falou, (meu macho gosta de foder o meu rabo, então vai, mete, fodi o rabo da sua puta, me fodi, vai), comecei a acelerar as estocadas e seus peitos balançavam sem parar, com as duas mãos apalpava eles enquanto socava minha rola no seu rabo, metia forte e o barulho dos nossos corpos se chocando e seus gemidos davam mais tesão ainda, Eva levou sua mão até sua boceta e fico use tocando enquanto eu castigava seu rabo, até que ela deu um gemido alto e entra em um orgasmo, nessa hora suas pernas tremeram e segurando seu quadril continuei a meter forte na seu rabo até que começo a esporrar dentro dela, soltando vários jatos de porra, enchendo o cu da minha puta, continuei dentro dela até dar a minha ultima esporrada, antes que ela se levantasse, peguei um plug que estava na penteadeira e coloquei no seu rabo, deixando ela novamente com minha porra dentro dela.

Ela se levantou e falei pra minha putona, vai ficar o dia todo andando e carregando minha porra dentro de você, vai ser meu depósito de porra, ela sorrindo concordou, depois colocou sua saia sem calcinha e sua blusinha e juntos saímos para fazer compras, no mercado todos olhavam pra ela, onde ela passava chamava atenção, aquelas pernas quase toda amostra, seus peitos balançando e seus bicos duros mostravam uma mulher bem safada, andando do meu lado como uma puta e as pessoas mal sabendo que ela ainda carregava dentro do seu rabo minha porra, todas as esporradas que tinha depositado dentro dela, minha puta era realmente meu depósito de porra, quando voltamos pra sua casa, ela ainda ficou com o plug durante boa parte do dia, andando e carregando minha porra dentro dela.

Ficamos assim durante quatro dias de feriado, fodendo ela de todos os jeitos, metendo e esporrando dentro da sua boca, da sua boceta e no seu rabo, minha puta foi abusada de todas as formas, esporrei e depositei porra dentro dela todos os dias, antes de ir embora falei pra ela que marcaríamos mais um encontro, dessa vez em outro local, ela concordou de imediato, afinal ela era minha putona e meu depósito de porra.

igorhunsaker