"SANTA"

Fascinação, o que é fascinação? Algo que me causa arrepio na pele por este teu jeito de menina num corpo de mulher, que me enche de desejos. Não sei direito, mas, to achando que isso é a raiz de um amor.

MICHELLE

MICHELLE

Sentamos para conversar um pouco, mas a tensão sexual era nítida em nossos olhares e nossos corpos.

Ela tinha as mãos umedecidas de suor e sua boca ficava inquieta a cada vez que eu passava a mão em suas coxas. Eu estava completamente excitado e apoiava meu braço sobre meu colo para que não aparecesse o volume da minha calça, que naquele momento já era muito evidente. Já havíamos combinado de ficar. Fomos conversando sobre diversos assuntos no trajeto tentando evitar ao máximo a tensão e o tesão que havia entre nós dois naquele momento. Chegando ao meu quarto fui resolver algumas coisas e perguntei se ela queria ir subindo para ir se acomodando. Assim que entro no quarto, ela está de pé me esperando entrar, me dá um beijo na mesma intensidade do beijo que tínhamos dado a beira mar. Só que dessa vez não tinha ninguém a nossa volta, éramos só nós dois e nossos desejos loucos para explodir. Ela passou a mão pelas minhas costas e meu corpo todo se arrepiou ao sentir suas mãos quentes tocando a minha pele que também já estava em ebulição. Eu finalmente subi o seu vestido e pude tocar o corpo dela que eu já estava louco para percorrer inteiro com meus beijos. Ela ficou só de lingerie me beijando na ponta dos pés, enquanto eu apertava a sua bunda com todo o tesão do mundo. Ela ficou de joelhos e me chupou olhando dentro dos meus olhos e vez ou outra fechava os olhos como quem está delirando e desfrutando cada momento. Eu estava em êxtase e já quase fora de mim a levantei pelos braços, a coloquei na cama e quis retribuir a chupando também. Quando coloquei a minhas mãos nos seios dela, ela soltou um dos gemidos mais excitantes que já ouvi na minha vida. O tesão que ele sentia em ser tocada nos seios me deixou mais a flor da pele do que eu já estava. Fui chupando seus seios devagar e ela ia murmurando palavras das quais eu já nem conseguia mais decifrar. Estávamos literalmente em outro planeta. Conforme eu ia descendo e beijando seu corpo ela dava leves tremida como quem está em transe de prazer. Quando cheguei na sua boceta ela estava completamente molhada com todo o seu tesão escorrendo pelas pernas. Chupei a boceta dela com muita vontade, enquanto ela ia se mexendo e passando a mão na minha cabeça. Em determinado momento ela levantou minha cabeça e com a voz ofegante ela me pediu: – Me come! Passei a minha mão por todo seu corpo novamente, passei a cabeça do meu pênis por toda a vulva dela e meti bem devagar, olhando dentro do olho dela. Ela fechou os olhos e gemeu inclinando seu corpo para trás enquanto cravava suas unhas em meus braços. Ela me puxava e me pedia para meter mais, pedia para não parar e pedia para meter com vontade. Em determinado momento ela parou de falar, revirou os olhos e me apertou mais ainda. Ela estava gozando e eu a vendo com todo aquele prazer não aguentei, gozamos juntos. Quando ela sentiu que eu estava gozando dentro dela, ela começou a gemer mais ainda se contorcendo de prazer. Ela ficou com o corpo desfalecido olhando para o teto, me pediu para deitar ao lado enquanto ela se recuperava e desfrutávamos daquele prazer intenso que tínhamos tido juntos. Ficamos abraçados nus por uns 10 minutos, sem falar uma palavra. Apenas sentindo a energia dos nossos corpos pós prazer.

igorhunsaker