Foi em uma viagem à Turquia.

Começou a chover em Istambul e eu entrei correndo numa loja de doces. Uma jovem estava parada na porta e puxou assunto comigo. Como eu não falava a língua, ela puxou assunto em inglês. Não dei muito papo por medo daquela sociedade, e fui pagar os doces que tinha comprado. A mulher do caixa disse que já estavam pagos e eu quis saber por quem, mas não consegui saber. 

Saí da loja mesmo debaixo de chuva e quando estava numa rua um pouco deserta ouço uma voz perguntando se eu não iria lhe oferecer um doce. Fiquei muito assustado. Ela fez uma cara de quase de choro e pediu muitas desculpas, disse que tinha apenas me achado bonito e gostaria de conversar comigo. Me convidou para um vinho mas não aceitei. 

Vi que havia uma delegacia na esquina onde me encontrava e relaxei. Continuei a conversar com ela por meia hora, abrigados debaixo de uma marquise. Até que a chuva parou e eu fui me despedir. Ao darmos um beijo no rosto, ela me beijou na boca. Estávamos molhados de chuva e senti uma excitação extrema.

Já estava quase transando com ela no meio da rua, por isso decidi levá-lo até o apartamento que eu alugara e, antes de subir, a revistei e tirei uma foto, enviando a um amigo por precaução. Ela achava tudo engraçado. A desconhecida me proporcionou orgasmos incontáveis e ela mesmo gozou cinco vezes em um período de 8 horas em que ficamos juntos. Nunca mais nos encontramos e não me arrependo nem um pouco de ter feito esta loucura, ainda mais em Istambul Turquia.