Aos 39 anos Igor, já tinha construído sua estabilidade financeira, sua qualidade de vida era excelente, a única coisa que lhe faltava, era alguém que fato ocupasse seu coração, apesar de sair com belas mulheres, mais nenhuma ainda o visará.

Igor, mesmo sendo dono de uma clínica muito bem conceituada, na medicina pela honestidade e lisura com que tratava seus pacientes, nunca deixava de acompanhar os pacientes, ele não era do tipo de ficar atrás de um birô (bureau).

Numa tarde, entra em seu consultório, um casal que gostaria de visitar uma das suas casas, que estava à venda.

Ele os recebe, muito bem, do jeito que também receberia um paciente que quisesse ser atendido, assim era o Igor.

Marcada a visita, ele mesmo os levaria a visitação.

Enfim, o casal adorou o imóvel e tudo que nele continha, pois estava sendo vendida com tudo dentro. Porém o maior interesse foi por parte do homem, a mulher ficou meio reticente a fechar o negócio, e falou que precisava pensar mais um pouco, ele concordou e se dispôs a tirar qualquer dúvida daquela linda mulher indecisa.

No dia seguinte, ele recebe uma ligação dela, que pergunta se ele pode levá-la até a casa, para que tire algumas dúvidas, ele concorda em ir, e marca para aquela mesma tarde.

Ele chega, e fica dentro do carro aguardando, não demora 10 minutos, um carro para ao lado do seu, era Anete.

Ela salta, (e o que era aquilo, que mulher mais provocante).

Bem diferente do dia anterior, ela trajava um tubinho azul marinho bem justo, que mostrava os contornos de seu corpo perfeito, usava uma maquiagem que só realçava a sua beleza.

Bom quando ele a vê fica em transude voltar a terra depois dessa visão, ela já está bem junto a ele, lhe dá dois beijinhos o que ele retribui bem empolgado, e entram na casa.

Anete nunca foi de fazer rodeios, quando queriam algo, então vai direto ao assunto, e explica sua intenção de estar ali, ele não se finge de rogado e logo a puxa pela cintura, de encontro ao seu corpo que já demonstrava a aprovação daquele encontro.

Subiram para um dos quartos, onde se ajudaram na deliciosa tarefa de tirarem a roupa.

Anete não perde tempo, puxa a cueca dele, e quando aparece diante de seus olhos aquele pau maravilhoso, ela abocanha sem a menor cerimônia, e quando eles se deitam, ela fica entre as pernas dele, e com muita competência ela começa a lamber, chupar suas bolas, uma a uma deliciosamente, passa alguns minutos, brincando com a língua na cabeça do pau, alterna dando leves mordiscadas, e quando enfia ela na boca e começa sugar e penetra, Igor a interrompe, porque se assim não fosse ele gozaria, e sua meta era prolongar aquele momento. Agora era a hora dele retribuir suas caricias.

Igor com toda experiência começa a explorar aquela bocetinha, que além de apertadinha era quente, lisinha e gostosa, seu grelinho saliente, ele chupava como quem quisesse engoli, regado por aquele neta quase embriagante, que era expelido das suas entranhas,  ela goza intensamente na sua boca, e quando consegue falar, é para pedir que ele a penetre, pois tudo que ela queria, era sentir aquela tora que era uma fábrica maravilhosa de prazer.

Então ele abre suas pernas, e devido toda a lubrificação que saia de seus órgãos, não teve dificuldade para chegar no fundo do seu útero, e quando ela começa a contrair os músculos da boceta, era como se mordesse seu pau, o levando a loucura e êxtase, gozam juntos deliciosamente. Depois de ficarem ali deitados se acariciando, não demora Igor já estar de pau duro, querendo mais, então a coloca de quatro, e começa a lamber da xaninha até seu cuzinho, onde ele já tinha brincado com os dedos, o alargando para receber seu pau cheio de porra, primeiro ele enfia na bocetinha, da algumas estocadas, até deixar seu pau bem melado, daí ele retira e começa a empurrar devagar, e vigorosamente em seu cuzinho, vai entrando enquanto ela morde o travesseiro, num misto de dor e prazer, e quando ele começa a bombar, ela mexe bem gostoso e com umas das mãos, se masturba, ato que a leva ao delírio junto com ele, nesse momento, ele jorra todo seu leite enchendo seu cuzinho com sua porra quente. De fato, aquele homem nascera para dá prazer as mulheres.

Depois de recuperados, vão até o banheiro, onde ela não dispensa, e faz um delicioso boquete nele, o deixando de pernas bambas.

Depois desse dia, não precisa dizer, que além de comprarem a casa, os dois passaram a ter encontros regulares.

Até que chega o dia, da festa de inauguração da nova moradia, festa essa que ele foi convidado, e lógico comparece, durante a festa, tudo transcorria naturalmente, até que depreende ele vê adentrar no recinto, uma mulher que fez seu coração acelerar, e bater descontrolado, por um momento ele a perde de vista, não demorar muito, Anete vem com ela pela mão, e o apresenta como sua mãe. Sophie era linda tudo em seu corpo era natural, nada nela era siliconado, seios pequenos durinhos e de biquinhos empinados assim como sua bunda, ela fazia academia só para manter as coisas no lugar. Igor fica encantado por Sophie, além de linda era inteligente, carinhosa e muito educada. E acaba por eles passarem o restante da noite um na companhia do outro, quando por fim é hora de se despedir ele quer garantir de poder vê-la outra vez, então a convida para conhecer seu local de trabalho. Dois dias depois ela aprece em seu consultório, ele fica radiante, eles nem percebem o tempo passar, quando se dão conta que já era hora de almoço, ele a convida para almoçar com ele, ao terminarem ele a leva para um passeio, afim de prolongar a permanência dela a seu lado, diante da aceitação dela, ele a leva no ponto mais alto da cidade, onde se tem uma bela vista, ao subirem no mirante ele não resiste e lhe rouba um beijo e pra sua surpresa ela retribui com o mesmo ardor, ela nota o volume que se formou em suas calças, e fala já que ele ficou assim por sua causa que tal darmos um jeito de acalmá-lo, eles riem e rapidamente voltam ao carro, e seguem rumo a um motel.

Ao entrarem, ele a coloca de costas na porta, e prensa seu corpo com o dele, a beija com volúpia, e suas línguas, até pareciam velhas conhecidas, ele a despe e carrega ela até e a cama, se livra das suas roupas e cai de boca naquele corpo delicioso, chupa e mordisca seus seios enquanto massageia o outro brincando com bico, vai descendo dando beijinhos, até que chega em sua xana já quase desidratada, de tanto mel que escorre efeito da excitação que ele lhe provocava, no momento em que ele serpenteia a língua em sua grutinha do prazer, ela dá profundos gemidos, e quando ele chupa seu grelinho não tem mais como adiar, ela treme e goza em sua boca, ele fica feliz por proporcionar prazer aquela maravilhosa e bela mulher, nesse momento ela resolve retribuir suas carícias com uma mamada visceral, enquanto o punheta é lambe seu cassete e bolas, ele estremece e goza em sua boca que lambe e engole todo seu leitinho delicioso.

Segundos depois seu pau já duro e com as veias a ponto de explodir a qualquer momento, ele a penetra, com bombadas ritmadas, até acelerar alucinadamente, quando ele pulsa e gozar toda sua porra no seu útero quente.

Ficam depois desse momento delicioso, um nos braços do outro gostando da química de seus corpos.

É quando dão conta da hora, vão até a hidro, onde tranam e goza mais uma vez. Anete quando fica sabendo, recolhe-se a seu lugar, pois era casada com um homem muito rico que lhe dava boa vida, e isso ela não queria perder.

Quanto a Igor e Sophie, não se separaram mais, depois desse encontro, e apesar de ela ser sete anos mais nova, o que não o incomodava, e não impedia que eles tivessem uma vida de amor e sexo maravilhosa.