HISTÓRIA DE UM VELHO AMIGO.

Partir de agora começo a relatar minha obsessão por uma vingança na qual serão sete relatos ou pecados. Quando a polícia invadiu minha casa atrás de meu pai, começou aí a minha ira.

Meu pai foi preso e condenado mesmo sendo inocente e o pior que acabou sendo morto na prisão num fato nunca esclarecido, mesmo meu pai preso tínhamos uma vida digna e deu pra me formar em advocacia, pois a minha vingança seria contra um juiz que mandou meu pai pra cadeia, um filho da puta ,safado, corrupto e que tinha a lei em suas mãos. estudei sua vida, os lugares que frequentava e descobri seu ponto fraco suas mulheres, esposa e duas filhas, que eram lindas.

Então decidi começar pelo fator de equilíbrio daquela família, ou seja, a esposa. Lucia era uma mulher bem tratada, morena 1,75 linda cabelos lisos, uma bunda maravilhosa, uns peitos que eram verdadeiros mamas, mas como conquistar uma mulher desta que tinha tudo e todos em suas mãos, muito simples pela ira de toda mulher a traição do marido, localizei a puta da amante do juiz, e tirei várias fotos e consegui que um detetive, grampear se o telefone do safado, com as provas do crime bolei um plano pra chegar nessa maravilha de mulher.

Entrei na academia em qual frequentava, ela já me conhecia de vista pois estava sempre no fórum onde o safado era juiz, com quem quer nada a ajuda lá com exercícios e depois de duas semanas já éramos colegas ,aproveitando a deixa marquei seus passos, peguei uma das fotos e coloquei no seu armário na academia ,quando ela encontrou a foto a mulher ficou pálida e correu pro vestiário, fiquei lá esperando ela como um bom amigo, quando sai seus olhos estavam vermelhos de tanta raiva, perguntei o que aconteceu mas ela despistou naquele dia levei ela pra casa, no carro ficava admirando aquelas pernas, que pernas que rabo, mas sabia que era só questão de dias pra colocar minha língua naquela buceta linda quente, naquele momento tinha que ser discreto camarada fazer o papel do amiguinho mas a vontade era de atacar ela ali mesmo, e fazer ela dançar gostoso na minha pica, chegando no apto me convidou pra subir eu não subi falei que tinha um compromisso tinha que segurar meu tesao ,e deixa lá com sua tristeza pra ser corrompida pela ira da traição .chegando em casa dei sequência do meu plano, peguei o telefone e liguei, a empregada atendeu e mandei chamar a Lucia, quando ela atendeu coloquei a fita pra ouvir seu marido comendo o cu da safada.

Poe amor…tudo. Quero sentir essa pica no fundo do meu cu. safado. cachorro…vai soca. Seu bosta. seu puto. fode a puta cachorro, desliguei a fita a lúcia começou a xingar ,queria saber quem estava falando ,coloquei mais pilha está vendo tonta vi ai e o safado comendo um cruzado gostoso, pode ter certeza que e gostoso, pois já coloquei minha pica naquele rabo e a safada gozou como maluca. ela falou que era mentira mas quando falei do vídeo ela se calou caiu na real. Desliguei o telefone aguardei uma hora e liguei novamente ,mas dessa vez falei quem era-a está esquecendo me chamo júnior, quando lúcia atendeu o telefone dava pra sentir sua voz de choro, dei a desculpa se ela tinha o telefone da bete sua amiga, ela falou que não mas iria ligar pra uma amiga que tinha o número, conversei como de simulado ,falei sobre a academia, coloquei mais pilha e a mulher estava no papo. No dia seguinte liguei agradecendo o telefone da amiga, sabendo que o safado estava num congresso forcei a barra até ela concordar em ir a uma festa, só que ela iria se bete fosse junto, não era nada pois bete com certeza aceitaria o convite.

Levei a uma boate que era um charme conversamos, rimos, bebemos, dançamos e no clima xavequei falei como gostava delatava louco de desejo, que eu queria sentir aquele corpo cheiroso, macio a pele parecia veludo, ela relutou mas acabou cedendo comecei morder aquele pescoço, alisei aquela costas, deixei a mão descer até a bunda e comecei passar a mão gostoso, ela se arrepiou já estava pronta pra ser fodida, levei bete pra casa, no caminho desviei o percurso levei lúcia pra minha casa, chegando já foi tirando sua blusa, chupei seus peitos com suavidade, passei alisar todo extensão de sua barriga até aquela buceta lisinha cheirosas dedos deslizavam pra dentro de tão molhada que atável fazia juras, elogios, dizia o quanto eu queria foder ela, levei pra cama, chupei seus peitos, até ela implorar pra ser comida, e eu com total domínio da fera, ia devagar, devagarzinho até chegar nos lábios de sua buceta, chupei com maestria fazendo Lucia gritar de tesao, gemia fazia escândalo, mordia seu grilo que ficou vermelho, durinho, de leve introduzir meu dedo naquela cu maravilhoso, ela gemia, gemia, falava pra comer…mandava chupar sua buceta, que estava morrendo de tanto gozar, pelo que corria nas pernas estava alucinada, ai deixei a cama sentei na poltrona e mandei ela chupar gostoso, quando botou a boca e começou a sugar meu pau, deu pra ver que o safado não dava conta do material que tinha em casa, mamava, mordia, passava a língua na cabeça ,enviava a mão na sua buceta e molhava meu pau com seu suco, e chupava, dali comecei a tortura sexual falava que ela era uma puta metida, batia na sua buceta ela gemia gritava e eu só fodendo com a moral da gostosa, coloquei ela na poltrona arreganhei sua buceta enviei a língua tudo dentro dela, a mulher enlouqueceu berrava, pedia, gemia ,chupei puxei ela gozava se perdia em brasa…de repente berrou que estava gozando mandou eu tirar a língua da buceta que não estava aguentando peguei o cacete e soquei de uma vez naquela boquinha, e bombava bombava, até não aguentar mais enchi de poraquê escorria do lado da boca, ela chupou tudo…coloquei minha mão na buceta dela estava em brasa.

Levei para o chuveiro dei um banho de língua de novo, coloquei de volta na cama tomei uns drinques. Liguei o vídeo e falei que iria comer lá como nunca tinha sido comida, mas a noite não estava completa, xavequei falei que estava apaixonado. Derreti ela toda, e declarei e falei que tinha uma coisa pra mostra, apertei o play do vídeo ,aumentei o volume, era a fita do marido fodendo a safada da amante, a mulher pirou começou a me bater, xingar, dizia como tinha coragem de fazer aquilo com ela, falei que ela não viu nada. Joguei na cama e como um touro comecei a bombar, não vai vem frenético, ele xingava, brigava, mas tomada pelo tesao não tirava os olhos do vídeo.

Está vendo sua puta vi em casa ele socando a pica na outra safada, bombava descia subia, deslizava socava ,na xoxota ,coloquei ela cavalgando na minha pica de frente pra tv, subia descia gritava …falava que o corno estava fodido dali pra frente ia dar pra todo mundo…nisso dei uns tapas na sua bunda,e falei que nada disso só eu que ia com ela ,que era minha puta safada ,enviava a pica com tudo na xoxota. dava tapas e mais tapas e dizia para falar quem era seu dono…você seu safado filho da puta gostoso. Como. Ajudar minha buça. Vai cachorro…come..ah.ah que delícia …fode ,fode….mm….mm mm…vai que too gozando seu puto, começou a gemer…pulava na pica …até gozarrrr…..e xingava …virei de uma vez coloquei de quatro, passei a língua naquele cu…gostoso…mirei a pica no cu… E fui.. socando. de leve… Ela fugia …eu empurrava…botei a cabeça. Arranquei o cabaço do anel do cu…comecei a bombar bem de leve. Ela gemia. mandava. parar.

Falava que estava sendo arregaçada… Enfiei tudo de uma vez ela berrou, gritou, mandava parar…para…vai para…vai filho da puta soca tudo. Quando o cacete entrou e ajeitou no cusão ela delirava…coloquei encima …desliava todo cacete. pra dentro…vai..veem…até gozar …acho que nunca tinha gozado tanto num coxão daqueles….no final xavequei, falei juras, disse que era mulher da minha vida…mal sabe ela que espera no futuro ,os planos apenas tinha começado… Tinha confiança que iria come-la novamente, sozinha e com suas filhinhas…mas isso vocês ainda vão ter que esperar nos próximos textos do meu amigo IGOR neste site.